sobre o meac

Somos uma instituição com o propósito de desenvolver nos professores e gestores de escolas mentalidades e atitudes voltadas a uma educação empreendedora. Porque o mundo impõe à sociedade desafios cada vez mais complexos, e os professores têm o poder de orientar e preparar os cidadãos do futuro.

Mas para isso os nossos heróis da vida real precisam aperfeiçoar constantemente esse poder transformador. Afinal, a transformação acontece através da mudança de comportamento.

Vídeo de apresentação do meac

grafismo


O QUE É

COACHING?

coração meac

É a arte de desenvolver pessoas.
O coaching desenvolve as competências e habilidades necessárias para uma pessoa alcançar suas metas e objetivos.





E O QUE É O COACHING APLICADO A EDUCAÇÃO?
É a adaptação do tradicional método coaching, muito utilizado no mundo empresarial e esportivo, para a realidade escolar. Por meio do nosso método, é possível transformar a experiência de aprendizado dos alunos, potencializando as suas capacidades e preparando-os para vencer os desafios da vida.







como funciona o método de ensino através do coaching




Capacita professores e gestores escolares a aplicarem os conteúdos programáticos de forma mais atrativa e criativa para, a partir de modelos e metodologias ativas, desenvolver a educação em sala de aula de forma mais assertiva e adequada à realidade dos educandos. O método colabora para que cada aluno torne-se protagonista do próprio processo de aprendizagem.

Através do MEAC o professor cria uma nova forma de se relacionar com a educação. Ao mesmo tempo que percebe mais sentido naquilo que ensina, aprende a desenvolver sua criatividade de forma inventiva e intuitiva, dando mais leveza ao seu trabalho.

NOSSAS

ÁREAS DE ATUAÇÃO



Clique na área de seu
interesse para saber mais!


grafismo

grafismo




foto laura circulo roxo




a idealizadora laura andrade
  • Diretora do MEAC
  • Fundadora e Diretora do Colégio Êxito - Alvorada/RS
  • Presidente da Associação Gaúcha de Educação

  Veja mais










Porto Alegre / RS São Paulo / SP

 


As 10 competências

da Base Nacional

Comum Curricular


Fundamentação teórica

DONALD WINNICOTT

Pediatra e psicanalista inglês, explicou em seu livro “O brincar e a Realidade”, que o brincar vai além da diversão e do entretenimento. Para ele o brincar não deve focar apenas no brinquedo em si ou na atividade realizada pela criança e, sim, na vivência experimental dessa brincadeira. Em sua perspectiva, o brincar possibilita à criança transitar entre a realidade e a fantasia, ampliando seus horizontes e ganhando qualidade nessa experiência e novos significados. Para Winnicott, cada ser humano traz um potencial inato para amadurecer, para se integrar; porém, o fato de essa tendência ser inata não garante que ela realmente vá ocorrer.

LEV VYGOTSKY

Pensador importante em sua área e época, foi pioneiro no conceito de que o desenvolvimento intelectual das crianças ocorre em função das interações sociais e condições de vida. Foi o pioneiro no conceito de que o desenvolvimento intelectual das crianças ocorre em função das interações sociais e condições de vida. A partir da sua teoria Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP), defende que o conhecimento é obtido sob a orientação de um adulto ou em colaboração com os outros, ou seja, a interação entre as pessoas como principal processo de aprendizagem. Ele também entende que a falta de desenvolvimento emocional pode atrapalhar a obtenção de conhecimentos.

JEAN PIAGET

Através da minuciosa observação dos seus filhos e principalmente de outras crianças, Piaget impulsionou a Teoria Cognitiva, onde propõe a existência de quatro estágios de desenvolvimento cognitivo no ser humano. Os estágios da inteligência sensório-motora, pré- operatória, operatório concreto e operatório formal ou abstrato. Piaget influenciou a educação de maneira profunda. Para ele, as crianças só podiam aprender aquilo que estavam preparadas a assimilar. Aos professores caberia aperfeiçoar o processo de descoberta dos seus alunos utilizando principalmente material concreto.

CAROL DWECK

Defendeu a importância de valorizar o esforço a partir das experimentações e da relação humana com o fracasso. Pioneira no estudo sobre o desenvolvimento pessoal, propôs a teoria de Growth Mindset, cuja importância está em perceber que uma dificuldade momentânea não é para o resto da vida e que podemos colocar a mentalidade a nosso favor, expandindo-a até mesmo em situações que nos consideramos incapazes. Dweck aconselha: "Se os pais quiserem dar um presente aos filhos, a melhor coisa que podem fazer é ensinar os filhos a amar os desafios, ficar intrigados com os erros, aproveitar o esforço e continuar aprendendo. Dessa forma, os filhos não têm que ser escravos de louvor. Eles terão uma maneira de construir e reparar sua própria confiança.”

DANIEL GOLEMAN

Para Goleman somos seres dotados de razão, mas nossas emoções pesam mais em nossas vidas e podem ser determinantes no pleno desenvolvimento da pessoa. Popularizou o conceito da inteligência emocional, sustentada em quatro pilares principais: Autoconhecimento, autogestão, empatia e habilidades sociais. Ele defende que a escola e a sociedade devem ajudar as crianças e os jovens a desenvolverem o foco em diferentes esferas para que elas estejam aptas a viver bem no mundo moderno e a tomar decisões que ajudem a preservá-lo. Goleman está sempre atualizando seus conceitos e estudando inteligência emocional o que nos norteia para o aprofundamento dos estudos nesta área.

HENRI WALLON

Médico e psicólogo francês foi um dos grandes defensores da teoria de que as crianças, além do corpo e do intelecto, também necessitam de atenção no que se refere as questões emocionais. Wallon chama de disciplinas mentais a capacidade de controle do sujeito sobre suas próprias ações. Os estímulos exteriores interferem na atividade da criança e assim esse estímulo controla o sujeito. A motricidade tem um caráter pedagógico tanto pela qualidade do gesto e o movimento, quanto pela maneira com que ele é representado. A linguagem, Wallon elegeu como objeto de destaque de seu estudo. No contexto de sua psicologia genética Henri Wallon afirma que a inteligência é uma parte do todo em que a pessoa se constitui.

ANTHONY ROBBINS

É chamado de Tony Robbins, um estrategista, escritor, palestrante motivacional e Coach famoso dos Estados Unidos. É um dos responsáveis pela popularização da Programação Neurolinguística(PNL). Realiza palestras sobre técnicas que permitem utilizar os recursos de comunicação interna e externa ao indivíduo de forma mais eficiente. Seus livros foram publicados nos idiomas mais falados.